fbpx

O uso criativo da luz de palco 4.33/5 (3)

Em meu artigo anterior aqui no Fotografia-DG mencionei a velocidade do obturador que mais utilizo nas minhas configurações ao fotografar espetáculos quando o objetivo é registrar as artes do palco do modo mais próximo possível do que está sendo apresentado. Nestes casos, por padrão viso congelar a imagem para mostrar em detalhes o que se passa no palco.

Acontece que o ato de fotografar não é totalmente objetivo; o olhar do fotógrafo carrega sempre uma interpretação, que é o fator determinante na hora de apertar o gatilho. O instante do clique, as configurações utilizadas, o ângulo da captura, o aproveitamento da luz… tudo isso faz parte de uma escolha frente a algo real, mas que o fotógrafo recria em certo sentido através de suas escolhas. Falaremos mais sobre isso em um próximo post.

          2 seg em f4, ISO 250
          2 seg em f4, ISO 250

É claro que este dado subjetivo e interpretativo pode conter nuances com mais ou menos intensidade, oferecendo um tom mais autoral ao registro quanto mais estiver presente a visão pessoal do fotógrafo frente ao objeto fotografado.

Na fotografia de palco, com todas as luzes, fumaças e movimentações dos atores ou bailarinos, as possibilidades do uso criativo, pessoal e interpretativo são inúmeras por parte do fotógrafo. Assim, pensar o uso das baixas velocidades para atingir uma captura criativa, autêntica e bastante autoral é uma possibilidade muito bem vinda.

1 seg em f 5.6, ISO 250
          1 seg em f 5.6, ISO 250

Uma dica importante é que, ao ser contratado para realizar o registro de um espetáculo, não é possível entregar apenas imagens em baixas velocidades, salvo os casos em que seja acertado com o cliente este tipo de entrega do trabalho. Este tipo de fotografia  contém traços bem artísticos que sob certo aspecto recriam o espetáculo apresentado. Portanto pode ser exatamente o que o diretor do espetáculo NÃO quer ver como registro de seu trabalho; em outros casos, esta contribuição é muito valorizada justamente por ser um trabalho de arte, mas em todo caso converse sempre antes para evitar problemas.

Quando imagino que o espetáculo me oferecerá oportunidade para este tipo de captura trabalho com duas câmeras. Uma na mão para os registros mais tradicionais de imagens congeladas e uma outra, presa a um tripé, onde configuro para exposições longas. O uso de um disparador remoto é bem vindo, mas ajustar o tempo do disparo ((o timer da câmera) para um atraso de alguns segundos pode solucionar o problema de fotos tremidas.

1,3 seg em f8, ISO 100
          1,3 seg em f8, ISO 100

Não há uma velocidade certa para este tipo de fotografia, tudo depende da disponibilidade da luz, da movimentação no palco e do resultado pretendido. Mas, como a exposição será mais longa, o ISO não deve estar alto (mas eventualmente precisará estar) e a abertura do diafragma também não deve ser muito generosa para evitar estouros de luz, mas tudo depende de cada caso; é fundamental fotografar em RAW, porque eventuais problemas (que certamente ocorrerão) podem ser corrigidos em bons programas de edição. As fotografias que ilustram o artigo demonstram uma variedade de combinações possíveis para conseguir trabalhos que beiram a abstração e fotografias bem artísticas.

1/25 seg em f5 ISO 1000
          1/25 seg em f5 ISO 1000

É importante dizer que apenas com muitos testes é possível atingir resultados satisfatórios, mas vale a pena tentar e se aventurar… os resultados podem surpreender!

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Isabella Arcuri

Sou formada em Artes pela Universidade Federal de Juiz de Fora, onde também conclui Mestrado e Doutorado. Meu interesse por fotografar surgiu como a melhor forma de manifestar minha arte, antes mesmo de cursar a faculdade. Após a conclusão do Doutorado, em 2014, me dedico de modo integral à fotografia, estando envolvida de modo cada vez mais profissional no universo desta arte que há muito circunda a minha vida. Além do amor pela fotografia, sou uma apaixonada pela natureza, e vivo num sítio rodeada de bichos e plantas por todos os lados, tendo uma floresta como quintal.


Nós Ajudamos!