Olhar x Equipamento 4.6/5 (53)

Olá pessoal!

Hoje vou abordar um tema muito discutido entre os iniciantes na fotografia: a relação entre o “olhar x equipamento”.

Já li e ouvi muitas coisas a respeito. Tem a corrente que diz que basta ter um bom olhar para ser um bom fotógrafo, e que um bom equipamento não lhe fará melhor. Chegam a defender que um bom fotógrafo pode usar uma máquina “descartável” que se sairá bem assim mesmo. Por outro lado, tem a corrente de posição oposta, que defende a linha que para ser um bom fotógrafo, ter um bom equipamento faz toda diferença.

Venho aqui trazer a minha opinião. Aliás, opinião que nasceu do meu dia-a-dia, clicando, estudando, errando e acertando.

Não basta APENAS ter um bom olhar. Olhar é fundamental, mas não GARANTE um bom resultado. Querem uma simples prova disso? Já viram alguma equipe fotografando um casamento com seus celulares??? Estou certo que não, por mais profissionais que sejam!!!

Por outro lado, também não basta APENAS ter um equipamento de ponta. Pegue sua câmera onde só o corpo custa mais de dez mil reais e a coloque no modo automático. Faça uma foto. Provavelmente essa foto sairá sem uma boa profundidade de campo, “chapada”, e apesar do fotômetro indicar que a luz está correta, ela não saiu como você gostaria. Ainda nesse modo automático, aquele sol que está contra você vai apenas te atrapalhar, ao invés de ser uma fonte perfeita para uma boa foto em silhueta.

Percebem?!?!

Por isso, deve haver uma HARMONIA entre um bom olhar e um bom equipamento, desde que você saiba usa-lo corretamente! O bom olhar exige movimento ao redor do assunto a ser fotografado para captar o melhor ângulo. Muitas vezes exige que deitemos no chão, subamos no muro, na árvore, ou seja, é sair da posição onde a maioria dos amadores estaria! É sair da zona de conforto!

Já um bom equipamento deve ser explorado como tal. Deve-se ter domínio da abertura que a lente lhe proporciona, do tempo de exposição, da iluminação que você tem à disposição – seja ela natural ou não -, entre outros fatores técnicos que, quando somados, lhe garantem uma boa foto. Muitas vezes o bom equipamento lhe traz diversas novas variáveis do mesmo assunto, coisas que nem sempre seu celular ou câmera amadora lhe trarão. A tecnologia de um bom equipamento pode lhe aumentar a capacidade criativa.

Para ilustrar, trago aqui dois exemplos. O primeiro é uma foto tirada pelo meu celular. É uma bela paisagem, bem enquadrada e o OLHAR permitiu que a vegetação abaixo servisse de moldura. Todavia, não passaria por uma foto profissional, pois não há técnica alguma empregada:

Coqueiros

Neste outro exemplo, o olhar também entrou em ação, na medida em que a linha diagonal do trem oferece uma boa leitura da foto. Mas aqui, o EQUIPAMENTO permitiu que o tempo de exposição fosse maior, dando movimento ao trem que passa pela Estação da Luz em São Paulo. Nesse caso, uma câmera simples “congelaria” o trem, e o “arrasto” do movimento se perderia, tirando da foto uma bela propriedade:

trem

Portanto, caros amigos, a PAIXÃO pela fotografia, o “sair todo sujo” de um ensaio, o cuidado com os detalhes, faz com que o OLHAR seja um atributo de muita importância, que ALIADO a um BOM EQUIPAMENTO – desde que se tenha técnica para explora-lo -, faz toda a diferença!

Em poucas palavras: “BOM OLHAR E BOM EQUIPAMENTO DEVEM ANDAR DE MÃOS DADAS!

Antes de finalizar, apenas gostaria de frisar que não é necessário que você saia por aí gastando fortunas em corpos e objetivas. Basta que, a princípio, você tenha um equipamento onde possa controlar itens básicos como abertura, velocidade e ISO. Some-se isso ao seu bom olhar e seja feliz!

Um grande abraço a todos!

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

  • Bruno Fadul

    Eu costumo fotografar espetáculos de dança. Esse tipo de registro é feito em condições extremas, onde vc tem pouca luz e precisa capturar o movimento de um grupo grande de pessoas.
    Em alguns teatros a estrutura de luz é péssima, e nesta situação de nada adianta todos os anos de estudo, a criatividade, a sensibilidade artística, se você não estiver equipado com uma boa câmera.
    Muito bom o texto, Andre! Gostei muito!

    • andredegrossi

      Olá Bruno! Obrigado pela grande colaboração em seu comentário! Você expôs uma situação profissional sua, que se ecaixa na parte final do meu artigo: " bom olhar e bom equipamento devem andar de mãos dadas"! Seu cotidiano realmente exige do equipamento. Compensar a falta de luz e não enxer a foto de ruído só é possível em um bom equipamento! Muito obrigado pelo comentário! Sucesso e um grande abraço!

  • andredegrossi

    Olá Carlos! Obrigado por comentar! Como você mesmo disse, "quando se busca excelência o equipamento é fundamental". Concordo com você, pois a excelência é (ou pelo menos deveria ser) o dever do profissional, seja ele fotógrafo ou não. Quanto à parte final do seu comentário, é exatamente isso. Às vezes uma cena pitoresca surge, e aí até o celular pode entrar na dança!! Nesse caso entra uma outra máxima que concordo: nem sempre uma "boa foto é uma bela foto". A foto pode estar tecnicamente "pobre", mas se a cena foi surpreendente, pode até mesmo render um prêmio! Finalizando, sua Lua ficou linda, parabéns!! Grande abraço, e mantenha contato sempre que desejar!

  • Considero o equipamento como uma mera ferramenta. Assim, você deve ter o equipamento correto pra realizar determinada tarefa com qualidade. Funciona assim em todas as profissões. Por que seria diferente na fotografia?
    Quando se busca excelência o equipamento é fundamental. Exemplo: quem fotografa arquitetura e interiores deve trabalhar com uma grande angular. Quem fotografa pessoas precisa de uma tele para que a perspectiva favoreça a fisionomia. É lógico, que há espaço para a criatividade onde essas premissas possam ser contrariadas. Mas estou falando que no geral ocorre assim.
    Quanto à superlua, fiz uma foto também usando uma 500mm, que com o fator de corte na minha D7000 vai para 750mm. O resultado foi bem razoável: https://flic.kr/p/p9BDFw
    É fácil concluir que sem o equipamento adequado não conseguiria atingir o objetivo proposto.

    Por outro lado, temos o fotógrafo que vai à rua fotografar sem ter qualquer compromisso. Pendura uma analógica com uma cinquentinha no ombro e sai andando. Pintou uma cena legal ele fotografa. Se não pintou, não tem problema. Nesse caso, ele vai poder escolher as cenas que se adaptam ao seu equipamento ou que com ele sejam possíveis.
    Fica evidente que são situações bem diferentes.

  • Olá, André. Entendi perfeitamente o que quis dizer. Toda via, para mim, o mais difícil é definir o que é o bom equipamento. Casa coisa tem seu lugar. Exemplos: existem pessoas fotografando com filme, apesar dos riscos e dificuldades que esse equipamento traz, mas o filme faz parte do discurso visual de muitos fotógrafos. Muitos profissionais do fotojornalismo fizeram seus melhores registros com um celular, levando-se em conta que muitas vezes não é possível operar um DSLR em cenários críticos, por exemplo, quando a foto tem de ser feita em silêncio absoluto. Nesses casos, porém, o conteúdo certamento é mais importante que a forma. O objetivo principal do texto que deixo aqui é fazer um contraponto aos profissionais que fazem julgamentos ruins sobre o trabalho de outros colegas que não trabalham com equipamentos do tipo último lançamento, ou mesmo que preferem equipamentos alternativos em função das convicções que sustentam.

    • Olá João! É muito bom esse tipo sadio de debate. Se me permite, vou usar um exemplo que aconteceu comigo ONTEM!!! rs. Eu não possuo – ainda -, uma teleobjetiva maior que 200mm. A minha maior é uma 105mm. Pois bem. Fui atrás da "Super Lua", e não consegui fazer uma boa foto. O zoom não alcançou as crateras lunares, e chegou a bater uma certa decepção…rs. E ao mesmo tempo, recebo em minha página a foto de um amigo que clicou a mesma lua, provavelmente no mesmo horário, e conseguiu uma foto fantástica! Ele usou uma Canon com zoom óptico de 35x! Em tese, uma câmera "pior" que a minha Canon 6D. A foto dele ficou maravilhosa!!! Portanto, esse exemplo vai ao encontro do seu ótimo comentário: nem sempre o bom equipamento fará o "melhor" por você. Ainda me considero um novato no assunto, mas chego a ousar no sentido de que não existem "regras intransponíveis" no mundo da fotografia, ou seja, o olhar de cada pessoa, somado ao equipamento que ela possua, nos dá um acervo de variáveis infinitas! Portanto, conseguindo trazer o amor e a dedicação para a foto que pretende fazer – e isso vale para qualquer profissão – certamente terá sucesso! Um forte abraço e vamos mantendo nosso contato! https://www.facebook.com/andredegrossifotografia

  • atguimaraes2014

    Simples , rapido e consistente . Nao disse nada demais mas ao mesmo tempo falou tudo . Na minha opiniao o OLHAR vem com o tempo , com o estudo , com o aprendizado em sua mais pura excencia . O EQUIPAMENTO pode vir durante tudo isso , na maioria das vezes mais apoiado pelo ego e satisfacao pessoal do que , propriamente pela necessidade em si. Olhar uma cena , sem saber o que fazer com ela , seria mais ou menos a mesma coisa que ter um excelente equipamento e nao saber como ele funciona . Coisas separadas e muito distintas mas que no final das coisas …. na maioria das vezes … se complementam.

    • Lendo seu comentário, fico feliz em perceber que "acertei o ponto"! O olhar e o equipamento é como você mesmo disse: "são coisas distintas mas que na maioria das vezes se complementam"! E a sua observação no sentido de que tanto o olhar como o bom equipamento "vem com o tempo", é exatamente isso. Dê uma Ferrari para quem não sabe dirigir…por mais cavalos de potência que ela tenha, não sairá do lugar! Um grande abraço! https://www.facebook.com/andredegrossifotografia

  • Luiz Marine

    Bom artigo, André! Objetivo e esclarecedor. Além de nos presentear com uma foto bonita e outra belíssima e artística. Em outra ocasião, André, gostaria de, humildemente, solicitar que você mostrasse a "mesma imagem" fotografada com o celular e com câmera, para percebermos melhor as limitações de um e o alcance do outro. Um forte abraço e parabéns pelo artigo! Muito obrigado!

    • Como vai Luiz?! Excelente sugestão! Muito obrigado por seu comentário, e saiba que estou feliz em saber que gostou do artigo e das fotografias colocadas como exemplo! Isso gera uma enorme motivação!! Um forte abraço, e esteja à vontade para conversarmos em minha página! https://www.facebook.com/andredegrossifotografia

  • Cláudia Spaca

    “Olhar x Equipamento”

    Concordo com o texto, realmente é a harmonia entre os dois, em se tratando daqueles que vêem o mundo poeticamente. Permita-me ainda André, acrescentar que há entre os 'harmoniosos fotógrafos' aqueles que usam de uma criatividade hermética – pois aprenderam ao longo de um determinado tempo a desenvolver o 'olhar' para a fotografia, e há os que vêem a poesia do momento aliada a sua criatividade.

    A sua primeira foto exprime o que foi visto em um ótimo ângulo, e a limitação do equipamento, já na sua segunda foto, você se exteriorizou através da câmera, o que nos permite até mesmo ouvir as notas musicais da imagem, em forma de poesia aos nossos olhos. Beautiful!

    O que quero dizer, é que há aqueles que aprenderam um pouco da arte e em outra instância, há os que nasceram com o dom. Vejo muitos em parques, ruas, lugares diversos, felizes com suas câmeras, por melhor que sejam clicando, clicando… em contrapartida observei outros, poucos, olhando e re-olhando através da lente, mudando de posição, escolhendo itens na máquina, girando a objetiva e só depois de satisfeita a ALMA, clicou. Mas creio que isto já é outro assunto para ser abordado em novo artigo.

    Abraço no coração!
    Futura fotógrafa Cláudia Spaca.

    • Olá Cláudia! Muito obrigado pelo seu comentário! Adorei o seu ponto de vista poético! Confesso que nunca tinha lido uma observação tão profunda como a sua, onde atribuiu "notas musicais" a uma imagem que não remete a nenhum instrumento musical! Isso é coisa de quem já treinou muito o "olhar" e está pronta para qualquer desafio! Como você mencionou "futura fotógrafa", tenho certeza que você será daquelas que só clicará, como você mesma disse, quando a "alma estiver satisfeita"! Um abraço e, sempre que quiser, troque ideias através da minha página no Facebook! https://www.facebook.com/andredegrossifotografia

      • Cláudia

        Assim que vi seu artigo, acessei o facebook e estou seguindo sua página. Grata pelas palavras, foi muito cordial também. Até!

        • andredegrossi

          Que coisa boa, Cláudia! Espero que goste das postagens, e sempre que puder/quiser, deixe sua crítica ou comentário, que sempre serão muito bem vindos! Um abraço!

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar