Vida de Fotógrafo – Parte 1

A fotografia foi durante muito tempo a minha segunda profissão, fato comum a grande parte de fotógrafos que estão atualmente no mercado. A cada dia o número de profissionais e interessados cresce: são publicitários, engenheiros, professores, administradores, biólogos, arquitetos, dentistas, dentre  outros que migram por completo ou parcialmente para a “Vida de Fotógrafo”.

Junto com a mudança nos processos produção e pós-produção, a fotografia vive também uma modificação na maneira de encarar o mercado. Aquele fotógrafo tradicional que se especializava apenas na qualidade da formação de imagens sem se preocupar tanto com fatores como atendimento, vendas, comunicação, marketing, administração, dentre outros, é coisa do passado.  Hoje o fotógrafo profissional precisa também ser um bom empreendedor e gestor de negócios. Ou seja, precisa unir a produção fotográfica e o ato de fotografar com uma postura e visão empresarial.

Baseada nos pedidos de dicas, avaliações e soluções de novos profissionais sobre como atuar nesse mercado: Por onde começar? O que é preciso para olhar o lado “negócio” da “Vida de Fotógrafo”? Como encontrar soluções criativas e econômicas para questões de organização e comunicação do próprio negócio? Irei desenvolver uma série de artigos na Fotografia DG para de alguma forma contribua para um início de caminho  para essa nova turma.

Parte 1: Por onde começar?

Essa é a primeira pergunta que a grande maioria dos interessados se faz antes de ingressar no apaixonante “mundo fotográfico” profissionalmente. A resposta muitas vezes é encontrada na seguinte composição de perguntas: Por que e para quem você quer fotografar? E aonde você quer chegar com a fotografia? Acredite que essas respostas irão fazer com que compreenda qual direção seguir, ou pelo menos “por onde começar”. Encontrará o seu propósito e objetivo, afinal, o ponto de partida está localizado nos seus próprios anseios e vontades.

Detalhando melhor, ficará mais fácil localizar: qual especialidade da fotografia quer atuar, quais os equipamentos necessários para iniciar, o que estudar e se especializar, qual o seu mercado atuar, qual o público-alvo/consumidor a atingir, e daí por diante.

Quero fotografar pessoas, animais? Quero unir minha paixão por música e me especializar na fotografia de shows e promocionais de cantores e bandas?  Quero fotografar notícias? Trabalho com arquitetura e gostaria de aproveitar esse conhecimento para atuar neste mesmo segmento porém com fotografia? Estudei biologia e quero me especializar em registros nessa área? Quero fotografar festas e casamentos? Fotografo primeiramente porque gosto de me expressar? Antes de fotografar para o outro fotografo para mim? O que quero afinal com essa tal de fotografia?

São essas algumas das muitas perguntas que irão começar a desvendar quais serão os seus caminhos. Então se questione! Comece encontrar as suas respostas. Em breve seguiremos com esse exercício de encontrar nossas direções e respostas para experimentar essa “Vida de Fotógrafo”.

Autora Bruna Prado
Site: www.brunaprado.com.br
Blog com dicas e artigos: www.brunaprado.com.br/blog
E-mail: [email protected]
Twitter: www.twitter.com/brunaprado

Ajude-nos! Avalie, compartilhe e deixe um comentário mais abaixo:

Bruna Prado

Atuou em agências de publicidade e departamentos de marketing como criativa. Em 1999, trabalhou em um dos maiores laboratórios fotográficos da América Latina, implantando os serviços de fotografia digital. Desde então aprofundou seus estudos em “registros” fotográficos. Hoje atua com produção fotográfica comercial, autoral e fotojornalismo, e tem participação em exposições, editoriais, premiações e trabalhos publicados no Brasil e no exterior. São 11 ANOS de EXPERIÊNCIA em produção e coberturas fotográficas.

Siga-nos nas Redes Sociais

Não perca nenhum conteúdo nosso ;)

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar