Home » Artigos » Artigos de opinião

Você é apenas o fotógrafo? 5/5 (1)

via Shooting from the hip (Chicago Tribune)

[highlight]Nota:[/highlight] caso não saiba da demissão de fotógrafos no Chicago Sun-Times, leia a notícia antes de prosseguir.

Enquanto eu vagava até a Michigan Avenue fazendo fotografia de rua, comecei a me debruçar sobre os acontecimentos do dia.

Um pensamento que surgiu em minha mente era, além disso, “Eu aposto que você poderia fotografar a lua com que esta objetiva“, a coisa que eu mais ouvi do público em geral é “Você é apenas o fotógrafo?

Eu entendo que na maioria das vezes, eles não querem ter qualquer desrespeito na frase. Sei que eles dizem isso porque foi enraizada neles a crença de que o fotojornalista é ajudante do redator. Tonto ao seu Lone Ranger. Robin ao seu Batman. Clark Kent à sua Lois Lane.

Você vê, hoje [30/05] a equipe de fotografia de todo o Chicago Sun-Times foi demitida.

Os editores-chefes, que supervisionam o Chicago Sun-Times e um monte de jornais suburbanos, dos quais já trabalhei em dois (The Daily Southdown e The Herald News), decidiram que eles preferem agências de notícias, freelancers e redatores com iPhones para fornecer imagens em vez da equipe de cerca de 20 fotógrafos treinados, que, até ontem, fez esse trabalho.

img-winner-01

Eu não sou ingênuo.

Isto não é novo na indústria do jornal.

No entanto, o que foi chocante foi a limpeza de toda uma equipe de uma só tacada.

 

Duplamente chocante foi que um dos demitidos era John H. White, talvez, o maior fotógrafo de jornal na história desta grande cidade.

Crescendo em Chicago, fui influenciado por John antes mesmo que eu soubesse que ele estava me influenciando. Mesmo antes de eu ter um pressentimento de que eu queria ser um fotógrafo de jornal, eu olhei para as imagens de John e fui instigado.

Depois que me tornei um fotógrafo profissional, John me inspirou a ser o meu melhor e amar todos os dias como se fosse o último.

Minha citação favorita do dia foi de Rob Hart, do Pioneer Press, que foi um dos apresentados à porta esta manhã. Ele disse: “Só para ser despedido na mesma sala que John H. White foi uma grande honra.”

 

Eu me sinto horrível por John, mas eu também quero reconhecer os outros que perderam seus empregos hoje.

Isso é secundário, mas, para eles, eu sinto que deve ser como estar em um acidente de carro com uma celebridade.

John H. White e outros demitidos,” eu imagino numa manchete.

Então, eu queria passar adiante que meu coração dói por Hart, Tom Cruze, Al Podgorski, Scott Stewart, Rich Chapman, Brian Jackson, Steve Buyansky, Michael Smart, Michael Schmidt, Brian Powers, Andrew Nelles, Matt Marton, Joe Meier, Matt Grotto, Larry Ruehl, Brett Roseman, Dom Najolia e Ernie Torres (por favor, deixe-me saber se eu deixei passar alguém).

NOTA- Fui informado que Tom Delaney, Stephanie Dowell, Curtis Lemkuhl, Ryan Pagelow, Jeffrey D. Nicholls e Andy Lavalley também foram dispensados. Isso é tão triste. Adicionar Michelle LaVigne à lista. Eu treinei Michelle no Mountain Workshop em outra época.

 

Além de erros desastrosos e reações lentas para uma mudança de cenário da mídia, um dos grandes problemas dos proprietários e principais editores dos jornais falidos é que eles não têm idéia do que nós fotojornalistas fazemos em um suporte diário.

Eles acham que nosso trabalho é fácil.

Eles pensam que aparecemos, apontamos, disparamos e em seguida ficamos de bobeira por algumas horas antes de nossa próxima sessão rápida.

Eles pensam que multimídia é simples.

Apenas faça um pequeno vídeo entre cliques e as pessoas migrarão para nosso site feio para ver um clipe de 30 segundos precedido de um comercial de trinta segundos.

Este é um pensamento horrível, mas, apenas uma vez, eu quero um escritor demitido porque o patrão decidiu que o fotógrafo poderia escrever suas próprias histórias para acompanharem suas imagens.

Eu entendo, se uma empresa está debatendo-se, mas, por que são os fotógrafos os primeiros a irem?

Mesmo os nossos membros da mídia por vezes não têm conhecimento de como fazemos o nosso trabalho.

Eu estava ouvindo um talk show popular no rádio esta tarde e o anfitrião estava falando de imagens do jogo do Blackhawks na noite de ontem. Ele disse que as fotos do Sun-Times eram melhores porque sempre disparam a partir do nível do gelo, enquanto que as imagens de ângulos altos da Associated Press carecem de qualidade. Ele disse que a AP sempre clica esse ângulo alto e agora que os fotógrafos do Sun-Times se foram, ficarão apenas as fotos medíocres de ângulos altos da AP em vez das grandes imagens ao nível do solo do Sun-Times. O que?!

Agradeço a tentativa do hospedeiro para elogiar os grandes talentos dos caras do Sun-Times, mas isso não ajuda a continuar a fazer coisas sobre a profissão e lançá-las lá fora como se fosse a verdade.

Talvez, eu esteja fazendo um grande compartilhamento de um processo de pensamento falho de apresentador de rádio, mas, por favor, dê-me um pequeno desconto, eu estou com raiva.

 

Eu não estou preocupado comigo. Estou preocupado com esta profissão que eu amo.

Eu tento evoluir continuamente. Eu tento ser ágil e me adaptar às novas tecnologias e tendências fotográficas.

Eu só queria que as pessoas que controlam o nosso futuro fizessem o mesmo.

Eles precisam entender que o nosso trabalho não é fácil e há muito mais para o ofício do que apertar um botão.

Sou bastante afortunado por trabalhar para um grupo de pessoas que apreciam o que eu faço e respeitam o poder e o ofício de fotojornalismo.

É querer demais que todo mundo seja assim?

agradecimentos a Dania Maxwell e Sérgio Vilar

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • J Cecílio

    Fico triste porque vivo na pele esta situação. Trabalhei como fotojornalista muitos anos para alguns políticos. O último resolveu me demitir porque estava saindo meio caro…hahaha…caro para político é froids…de qualquer forma achou que a assessora de imprensa além de fazer a matéria poderia fazer as fotos via iphone. Hoje vivo de free lancer e trabalho de segurança privada porque viver apenas de free lancer tá muito complicado neste momento de fotografia globalizado. Uma profissão que ainda amo está desmoronando …realmente uma pena.

    • Alexandre Maia

      Triste mesmo… =7

  • Danilo Pires

    Meus parabéns pelo post, gostei muito… que Deus abençoe a todos atingidos… pois o restante eles vão perder sem qualidade, foco, objetivo, sentido, realismo…

  • Eder lucas

    A fotografia é uma arte, assim como a musica, a dança, o cinema, a pintura, etc. Acredito que o problema esta na educação, porque se as pessoas possuírem conhecimento, capacidade de conhecer o que é arte de verdade a valorização será consequente. Sou professor de escola pública e vejo diariamente como falta conhecimento. As pessoas engolem à seco o que é imposto pela mídia, o que é mais pratico, pré fabricado. Imagine se nossas crianças estudassem cinema, fotografia, musica nas escolas? Com certeza muitos consumiriam também o "fast food cultural", assim como todos nos fazemos as vezes, mas com certeza saberiam dar mais valor ao que merece.

    • Alexandre Maia

      Concordo plenamente, Eder!

  • Pascoal de Oliveira

    Muito bom o artigo Alexandre. É mais do que lamentável essa situação e infelizmente é daí pra pior. Acredito também que a prostituição da profissão, de alguma forma contribui pra essa disseminação da banalização da profissão do fotógrafo. Mas eles verão que oque realmente importa é quem está atrás da câmera e não quem segura o iphone e o dispara de qualquer forma.

    • Alexandre Maia

      De fato! Os fotógrafos podem estar abrindo mão de equipamentos mais pesados, mas o talento ainda é construído basicamente da mesma forma, e isso faz uma bela diferença. Obrigado pelo comentário! =)

  • Rafael

    Sad isso,cara. Pretendo entrar no curso de comunicação visual no final do ano e ver essa postura dos meus futuros empregadores me faz repensar se continuo na fotografia por hobbie ou entro de cabeça.

    • Alexandre Maia

      Rafael, penso que assim você só enfraquecerá a posição dos fotógrafos sensatos de não aceitarem essa atitude por parte dos chefes que não dão valor justo aos fotógrafos. Se quer entrar no mercado, entre, e reclame de tal postura, por todas vias, quando deparar-se com ela.

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar