Home » Artigos » Dicas » Backup um BEM necessário – Parte 2 de 9

Backup um BEM necessário – Parte 2 de 9

- Última Atualização a: 13/06/2014

Na primeira parte da série “Backup, um BEM necessário” foi feita uma introdução sobre os assuntos que vamos abordar. E agora é que realmente vamos começar a entender. Espero que gostem!

Organização e simplificação

Organizar nossos documentos é algo que pode dar muito trabalho ao ser feito e quanto mais tempo você espera pior fica. Por isso aconselho o uso de algumas dicas que podem ajuda-lo, e que depois de um tempo elas podem (deveriam) se tornar um hábito.

Algumas vezes eu tive e ainda tenho (em arquivos muitos antigos ainda não organizados) dificuldades para encontrar o que procurava, por isso acabei adotando algumas técnicas que tem ajudado constantemente.

Para começar nosso trabalho aconselho o seguinte cenário.

1. Utilize um HD apenas para o seu sistema ( C: )
2. Três HDs Grandes de acordo com sua necessidade

  • Um para os arquivos originais
  • Um para Backup Interno
  • Um para Backup Externo Local

3. Separe os arquivos por datas e tipos.

  • Uma Pasta para Fotos Pessoais (Hobby)
    • Separe por ANO
    • Uma Pasta para Fotos de Trabalho
      • Separe por ANO
    • Uma pasta para Backup de Arquivos Originais
      • Separe por ANO
    • Pasta para DOCUMENTOS PESSOAIS
      • Separe por tipos de Arquivos
    • Pasta para DOCUMENTOS DE TRABALHO
      • Subpasta para Documentos de Clientes
      • Subpasta para Documentos da empresa
      • Subpasta para Pagamentos e Recibos

Dicas (obvias e não tão obvias)

1. Tudo tem seu lugar – Separe tudo e sempre deixe tudo organizado.

2. Remova arquivos duplicados – Arquivos duplicados podem ocupar muito espaço com o passar dos anos, evite isso organizando suas pastas.

3. Simplifique seu backup, crie filtros/pastas “inteligentes” para o Lightroom – Ao criar um filtro para exportar/salvar uma imagem, faça com que ele seja salvo em uma pasta padrão ou em uma pasta com um prefixo/sufixo padrão (exemplo: TMPPhotos_Arquivos_para_impressao). Assim você coloca para ignorar qualquer pasta que tenha “TMPPhotos”. Com isso você pode economizar mais de 50GB de backup dependendo do tamanho do seu trabalho anual.

4. Tenha a pasta da Bagunça (no meu caso é a Downloads) – Esse tipo de pasta não pode ter nada importante guardado, normalmente você tem que utiliza-la como uma pasta temporária, faça uma verificação semanal e transfira para as pastas corretas, você não leva mais de 5 minutos pra fazer isso.

5. Organize suas pastas de fotos – 2011.08.22_Nome_do_cliente” Assim é possível obter a informação de exatamente quando a foto foi feita e com qual cliente. Antigamente (também com o Lightroom) eu utilizava muito apenas as Datas (sem o nome), dessa maneira era fácil achar dentro do programa por causa das Palavras chaves (KeyWords), só que quando você não tem o software para procurar ocorre o problema de não conseguir encontrar facilmente.

6. Organize suas fotos – De forma semelhante às pastas é aconselhável criar uma rotina para que o Lightroom altere o nome dos arquivos para a seguinte nomenclatura “DSC_2384_20110822215601.jpg” (DSC_2384 2011/08/22 21:56:01 .jpg), esses dados são pegos através do metadados da foto. Dessa maneira consigo diminuir a probabilidade de ter arquivos iguais em qualquer momento, mesmo utilizando duas câmeras e ainda sei quando a foto foi tirada, sem precisar verificar o exif.

Detalhe de como ficam os nomes dos arquivos e pastas

7. Separe seus Documentos importantes – Utilize pastas padrões para guardar seus arquivos (Downloads, Favoritos, Documentos, Musicas, Vídeos e etc.), só que não deixe no HD de sistema ( C: ), escolha outro.

 

Na terceira parte da série, começo a explicar os processos utilizados para utilização de backups feitos direto da câmera e também dos backups de arquivos RAW em local interno.

Obrigado a todos e caso queiram ver um pouco mais do meu trabalho podem acessar o meu site www.guilhonfotografia.com.br e me seguir no Twitter @eduardoguilhon juntamente com o @fotografiadg.

Ajude-nos, avalie este artigo:

Eduardo Guilhon

Eduardo Guilhon é brasileiro, nascido no ano de 1981 e residente na cidade de Florianópolis/SC, atua no mercado através Books/Retratos, ele também foi o primeiro Catarinense se especializar em Crianças com Necessidades Especiais através SpecialKids Brasil. Sua marca é a utilização de técnicas de iluminação criativa (Strobist) em conjunto com a luz ambiente. Tem como missão congelar a imagem de forma inovadora, refletindo e registrando com alto desempenho o momento único existente durante todo o trabalho, entregando ao cliente, um pedaço especial de sua vida em forma de fotografias.

1 Comentário

Clique aqui para comentar

Carrinho