Home » Artigos » Dicas » Marca d´água: hora de sujar suas fotos

Marca d´água: hora de sujar suas fotos

Há infinitas maneiras de marcar suas fotografias. O importante é sempre manter um olhar bem crítico na hora de estipular a direção, tamanho, cor, texto etc..

Já há um tutorial para elaborar um tipo de marca d´água publicado no Fotografia DG, por Cesar Coe que provavelmente auxiliará alguns.  Mas além dessa, há outras formas que carregam a mesma lógica de elaboração, e que exploro a seguir.

O texto

Ao mesmo tempo em que nome e sobrenome designam a autoria, para um fotógrafo que ainda não possuí muitas atribuições pode ser tão vago quanto a famosa frase  “All Rights Reserved”, “Reprodução proibida” ou “Todos os direitos reservados”. Não adianta vincular todos os dizeres na foto, provavelmente essa poluição atrapalhará tanto que a observação se perderá entre texto e imagem. A mais útil é a que leva o observador a algum lugar: um site, uma referência, mesmo que seja o nome (que funcionará a curto/médio ou longo prazo), já que a marca apenas apoia a autoria e não evita a cópia não autorizada ou inadequada.

Prefira fontes de fácil leitura, que evitem a confusão entre letras semelhantes. Pode até ser as mais simples: Calibri, Arial…

Tamanho, cor e direção

Não exagere no tamanho, com os novos métodos é tão fácil retirar um texto pequeno ou um grande. Não atrapalhe o motivo da imagem, marcas inconvenientes que ficam em cima do ponto principal certamente incomodarão a visibilidade, a harmonia entre os planos e a técnica.

Local inadequado, pouca transparência e grande: fatores que afetam a imagem

Tente elaborar em um tamanho legível e ao mesmo tempo discreto, aplicado a um local que não entre em conflito com os pontos da fotografia. Alguns fotógrafos incluem os dados em uma borda extra, que pode ser bem adequada para não atrapalhar na estrutura fotográfica.

Seja prático na aplicação de cores, em geral uma marca negativa e uma positiva são suficientes para todas as inserções.

Utilização da marca em preto e em branco

A solução para os que não tem paciência de adicionar a marca de água a cada fotografia são alguns sites capazes de incluir um texto em um lote de imagens, também disponível em plugins para o Photoshop e outros programas de edição. O problema da aplicação em massa é que o local ideal para algumas não é o mesmo para outras, o que causa diversos problemas posteriormente. Seleciono alguns endereços (todos em inglês) para adição de marca d’água em múltiplas imagens:

Disponibilizo meus contatos para os que queiram compartilhar seus métodos ou os que ainda não elaboraram sua marca d’água e necessitam de mais instruções. Poderá também utilizar os comentários mais abaixo para deixar a sua opinião.

Ajude-nos, avalie este artigo:

Mariana Simon

Fotógrafa de shows e admiradora da fotografia nas mais diversas formas, inclusive as que mantém a naturalidade. Graduada em Publicidade e Propaganda, assídua leitora e curiosa, extremamente viciada no mundo fotográfico.

http://www.twitter.com/marianasimon
http://www.flickr.com/paperday

12 Comentários

Clique aqui para comentar

  • a melhor colocação até agora: "Marca d'água tem que existir,mesmo que discretamente.Que seria de uma pintura de Picasso sem sua assinatura?"

    Ridículos são os que não respeitam a marca d'água. Claro que existem casos em que ela pode (ou deve) ser omitida… por exemplo, quando o fotógrafo envia o trabalho final para o cliente; quando o fotógrafo envia o trabalho para análise em alguma empresa/concurso/afins; quando o fotógrafo abre mão de seus direitos autorais; quando a foto é para ser usada em domínio público.

    Só não usa marca d'água fotógrafo que não tem renome… esses aí não precisam mesmo! Os melhores profissionais (tanto daqui quanto de qualquer outra parte do mundo) utilizam a marca d'água…

  • Marca d'água tem que existir,mesmo que discretamente.Que seria de uma pintura de Picasso sem sua assinatura?

  • Conheço dezenas de fotógrafos profissionais, brasileiros e estrangeiros de renome internacional, que utilizam marca d'água. O que me surpreende é alguém se surpreender com isso. :)

    Marca d'água não serve para evitar roubo de imagem, pois, de forma geral, pode ser eliminada. Sua maior finalidade, em tempos de internet e mídias sociais, é identificar o autor, para que, quem vê a imagem e a aprecia, possa pesquisar mais sobre ele e sobre seu trabalho. É ferramenta de divulgação, mais do que de proteção. Se a marca d'água for eliminada, paciência. Se estiver presente, pode trazer mais clientes e audiência para o seu trabalho.

    Achei o artigo válido. Como em muitas outras coisas, o estilo da marca d'água vai do (bom) gosto da pessoa.

  • Qualquer marca d'água em trabalhos é de um mau gosto e causa mau estar (seja de que forma for) e espanta-me que isto dê motivos para um artigo deste calibre e espanta-me ainda mais que alguém "profissional" a use.
    Se têm medo que alguém roube a image, existe "N" formas de por uma marca digital sem estar visível a olho nú e existe mesmo softwares que a colocam de tal forma que só se vê de novo com aquele software… o próprio Photoshop tem essa ferramente imbutida. Se não querem que a image seja utilizada noutros sites, é simples – Não a metam na net!

    Abraço!

  • Hey! Obrigada pelos comentários, essa interação é indispensável para adequar os próximos posts as necessidades e aos resultados. :)

    André, eu discordo em alguns pontos mas respeito tua perspectiva quanto a marca d'água. Vejo a marca d'água como parte da apresentação do fotógrafo, segue o mesmo conceito de qualquer MARCA, em parâmetros de design inclusive. Se você faz uma com a intenção de "quebrar um galho" está sujeito a ter algo que ofusca o lado profissional, e é para isso que hoje existe um acervo enorme de gente qualificada para criar uma logo ideal para cada fotógrafo.

    Não sou muito fã da borda, mas acho que uma simples, discreta e simétrica pode ser bem efetiva para emoldurar um retrato e ainda estabelecer o elo com o autor. Se achar bacana, compartilhe conosco estas formas de atribuir autoria sem atrapalhar o registro…

    No contexto citado eu também acho estranho que se envie fotos para avaliação com marcas que a atrapalhem. Mas diante de tanta malandragem é difícil escolher em qual lado atuar, no do receio ou no da indiferença…

  • Nussa!!! Com estas esplicações eu cheguei até mudar minha marca para dados em borda extra. Adorei, vocês são nota 1.000!!!!Abrçs.

  • eu sou da turma que é contra marca d`água. muitas vezes só serve para tirar atenção da fotografia e para mostrar como o fotógrafo domina pouco as bases do design. marca d`água com borda então, é em 99% só uma maneira de deixar a foto brega e atrapalhar sua visualização. existem vários meios de mostrar que a foto é sua sem atrapalhá-la.

    já trabalhei como editor de fotografia e ignorava fotos de fotógrafos que usavam marcas d`água porque acho estúpido alguém mandar fotos para avaliação com algo que atrapalhe sua leitura correta.

  • Muito úteis essas dicas. Marcar as fotos não evita a cópia indevida, mas creio que diminui. Como diria minha avó, "ladrão é preguiçoso"… A solução amenizadora é marcar, 'sujar' mesmo, sem atrapalhar a visibilidade, como você bem disse.

  • 30 fotos grátis na 1a compra