Home » Artigos » Dicas

Projeto “Ser Fotógrafo”: escopo. 5/5 (3)

Meu desejo, através desse artigo, é fornecer orientações para aqueles que pretendem se profissionalizar como fotógrafo, independentemente do ramo da fotografia: social, sensual, fotojornalismo, newborn, etc.

Sou pós-graduado em gerenciamento de projetos pela UNITAU e acredito que podemos utilizar algumas ferramentas de gestão para que alcancemos nossos objetivos de forma mais eficiente e com custos e riscos reduzidos. Obviamente, não irei detalhar todas as áreas de conhecimento em gerenciamento de projetos (Se eu resolvesse fazer isso, vocês certamente já estariam clicando no “x” do canto superior direito da tela para fechá-la), mas vou falar de três temas que poderão servir como um guia para vocês: escopo, planejamento e custos.

É importante ressaltar que as técnicas de gerenciamento de projetos são válidas para a maior parte dos projetos, desde uma simples viajem de férias até a fundação de uma grande empresa. O que irá diferenciá-los é a complexidade.

Irei expor meu conhecimento desses três temas de forma bastante resumida em uma série de três artigos. Nesse primeiro, vocês terão uma ideia de como seria o escopo do projeto que chamaremos de “Ser Fotógrafo”.

Ser Fotografo

Escopo de projeto “Ser Fotógrafo”.

Quando nós resolvemos iniciar um negócio próprio, devemos, primeiramente, pensar. Isso mesmo! Pensar, pensar e pensar. A grande dificuldade da maioria das pessoas é a falta de orientação e o conhecimento específico sobre o negócio que pretendem iniciar.

No projeto “Ser Fotógrafo” não é diferente. Pense muito antes de sair gastando altos valores em dinheiro comprando o seu primeiro equipamento, pois você pode acabar comprando um canhão pra matar um mosquito.

Nesse momento, o aspirante a fotógrafo deve responder as seguintes perguntas:

  • O que ou quem eu irei fotografar?
  • Onde?
  • Quando?
  • Com o que?
  • O que eu preciso saber sobre esse tipo de fotografia?
  • Que recursos eu preciso ter para entregar um trabalho de qualidade?
  • Como irei divulgar o meu trabalho?
  • Quem serão meus fornecedores de serviços e produtos?

Para deixar a mensagem mais clara, vamos partir de uma situação hipotética e responder a todas essas perguntas da seguinte forma:

Eu quero ser um fotógrafo social em que farei ensaios de casais, gestantes e famílias da classe B de consumo (classe de consumo que busca preço, mas está disposta a pagar um valor a mais por um estilo de fotografia que a agrade). Essas fotos poderão ser feitas em locações externas e na casa de meus clientes em qualquer dia da semana, com exceção dos Domingos. Irei utilizar uma câmera modelo de entrada na Canon ou Nikon, uma lente fixa clara de 50mm, um tripé, um flash e dois rebatedores (um branco e um prata). Para fazer esse tipo de foto precisarei de conhecimentos básicos de fotografia e específicos para ensaios de casais, gestantes e famílias. Além de conhecimento sobre o uso do flash.

Para entregar um trabalho de qualidade terei que obter conhecimento de edição de imagens em Lightroom e ter um computador capaz de processar esse programa. Meu trabalho será divulgado em redes sociais e site próprio. Precisarei de fornecedores de serviços de impressão, confecção de álbuns e brindes.

Note que o pequeno texto acima responde a todas aquelas perguntas. Isso pode ser nada mais, nada menos que a definição do escopo do seu projeto “Ser Fotógrafo”. É claro que, a abrangência do escopo varia de acordo com o objetivo de cada um. Um fotógrafo que deseja atuar no ramo de casamentos, certamente terá uma complexidade maior devido às exigências do ramo.

Agora vamos detalhar todas essas necessidades de forma ainda mais clara através de uma Estrutura Analítica de Projeto (EAP) para o projeto “Ser Fotógrafo” (Nesse exato momento você deve estar pensando: “- Esse cara é maluco!”).

A figura abaixo serve como uma referência (apenas uma “referência”) para um fotógrafo que pretende atuar com ensaios.

Estrutura Analítica de Projeto (EAP) para o projeto “Ser Fotógrafo”
Estrutura Analítica de Projeto (EAP) para o projeto “Ser Fotógrafo”

Você pode estar se perguntando: “– E se eu quiser ingressar para o ramo de casamentos?”.

Basta você buscar novas respostas para aquelas perguntas lá de cima. Quem sabe, você terá que ter respostas para outras perguntas que não foram feitas nesse artigo. Portanto, para cada ramo específico da fotografia, busque os pré-requisitos básicos para que você possa se estruturar da forma correta. Consulte especialistas, veja tutorias, leia livros, faça cursos.

Espero que nesse primeiro artigo eu tenha mostrado a vocês a importância dessa técnica de gerenciamento de projetos aplicada no mundo da fotografia. Que essas orientações sirvam de guia para você refletir sobre como deverá ser a sua conduta para o ramo desejado.

Tenho a certeza de que você irá aplicar seu tempo e seu dinheiro de forma mais cautelosa até o final dessa série de artigos.

 

Convido você a aliar esses conhecimentos aos que o Murilo de Tarso ensina em sua série de vídeos “Fotografia como Carreira”, do Youtube. Todo esse conjunto de informações dará uma boa base para você iniciar o seu projeto.

– 9 Investimentos iniciais:

– Como criar um portfólio perfeito?

– Como escolher o seu segmento?

– A, B ou C: qual classe escolher?

Fiquem atentos ao próximo, em que falarei sobre planejamento.

Um abraço.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

 

Gosta de algum dos artigos abaixo?

7 Comentários

Clique aqui para comentar

  • adorei o artigo já vou começa a faze-lo, como tou começando agora a dedica mas a fotografia gostaria de sabe qual câmera seria melhor pra mim e dicas de lentes, tenho nikon d3100,gostardoia ate ano que vem torna um fotografo profissional e começa a trabalha com fotografia, minha maior duvida e sobre que compra de inicio de equipamento, sonho começa montando studio em casa ano que vem como meta

    • Fala Anderson, tudo bem?

      Que legal que gostou.
      Sobre o equipamento, sugiro a você que nesse momento explore a sua D3100 ao máximo. Acho que você pode compra um lente 50mm f/1.8, mas não gaste muito dinheiro nesse momento. Estude muito antes de gastar. Instale o Lightroom no seu computador e treine muito edição e tratamento de imagem.
      Quanto ao Studio, comece em casa mesmo. Quando você tiver uma certa visibilidade no mercado, aí vc abre o local de atendimento. Me tornei profissional em Novembro do anos passado (depois de 13 anos fotografando por hobby). Meus planos para ter um studio/escritório é só para 2017 e, mesmo assim, esse plano pode mudar.

      Estude, estude, estude. Essa foi a maior lição que eu aprendi quando decidi me profissionalizar… e olha que eu já fotografava hein!!!…… Aqui no site tem muita matéria legal. Se vc gostar de ler, compre alguns livros e depois faça Workshops com profissionais da área.

      Grande abraço e bons cliques!

  • Bom dia Rodolfo, primeiramente quero de parabenizar pelo o artigo está me ajudando muito, eu tenho uma canon T3i, no seu kit veio uma lente 18 55mm, quero que me você me de uma sugestão de qual lente comprar para fotografar as minhas viagens de férias, já estou querendo trocar de lente pois está do kit já não está me satisfazendo mais.

    deste já muito obrigado!

    • Fala Denis. Que bom que o artigo está sendo útil pra vc.
      O universo de lentes é muito grande, mas vou tentar te ajudar.
      Se vc quer utilizar nas suas viagens, imagino que vc irá fotografar paisagens e cenas urbanas e até mesmo incluir pessoas nessas fotos. Em seu lugar, eu optaria para uma lente versátil, que vá de grande angular até meia-tele.
      Vou te dar dois exemplos pra vc pesquisar nos sites de compra da sua preferência. O interessante dessas lentes é que vc poderá usar em eventos ou ensaios, ou seja, nela não ficará encostada no armário qdo vc não estiver viajando. São elas:
      1-TAMRON ou SIGMA 17-50mm f/2.8: das duas marcas, ouvi dizer que a TAMRON é melhor que a SIGMA. Fiz uma enquete num grupo do “face” e a TAMRON venceu na opinião da galera com uma grande diferença de votos em relação a SIGMA. Essa lente está nos meus planos para aquisição. E o melhor, a TAMRON é mais barata.
      A Canon tem uma 17-55mm f2.8, porém custo o dobro do preço.
      2-SIGMA 17-70mm f2.8-4: o legal dessa lente é que vai até 70mm.

      Dá uma pesquisada no ML. Acho que vc irá gostar de uma dessas opções.

      Abraço.

  • É isso aí meu camarada.
    Meu conhecimento é baseado no PMBOK, mas procurei fazer um texto bem simples que todos possam entender.
    Pelo menos uns 75% daquele EAP serve pra todo aspirante a fotógrafo…rsrsrsrsr….

    Leia o próximo que fala sobre planejamento. Está disponível desde ontem.

    Abraço.

  • Muito bom o post, ainda vou ler os próximos. Eu estudei e conheço gerenciamento de projetos utilizando o PMBOK, e acho que é bem por aí. Independentemente do tipo de projeto, se essas regras básicas ou melhores práticas forem aplicadas conscientemente, as chances de dar certo é bem maior. Eu, sinceramente, não pensei sob esse ponto de vista quando decidi me tornar um fotógrafo, mas por outro lado eu acho que tudo isso já está meio implícito na minha forma de pensar. Eu devo ter "concluído" em torno de 85% do seu EAP. Ainda estou correndo atrás do resto, e aperfeiçoar o que já sei.
    Eu fotografo já há alguns anos, mas profissionalmente estou começando agora. Então, sem dúvida, esses artigos estão me ajudando bastante. Parabéns!

    • É isso aí meu camarada.
      Meu conhecimento é baseado no PMBOK, mas procurei fazer um texto bem simples que todos possam entender.
      Pelo menos uns 75% daquele EAP serve pra todo aspirante a fotógrafo…rsrsrsrsr….

      Leia o próximo que fala sobre planejamento. Está disponível desde ontem.

      Abraço.

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar