fbpx

7 passos para ter coragem de ser fotógrafo profissional

Olá, meu nome é Gabriel Reinert, e é com alegria imensa compartilho com você o meu primeiro artigo no Fotografia DG. Será incrível a nossa troca de boas práticas, tenho certeza! Por aqui seremos dinâmicos, sem obviedades e objetivando o seu crescimento profissional.

Você concorda que sem viver o seu sonho é impossível ser feliz? A matemática de 5 dias “não legais” contra dois “legais” durante a semana no seu atual emprego te parece ser o bastante pelos próximos 40 anos? Espero que você esteja inquieto e insatisfeito, porque muita coisa bacana já foi feita por pessoas que se sentiam assim.

Vêm comigo e tome nota dos seguintes passos para você ter coragem e decidir se tornar Fotógrafo Profissional:

IMG_8483-2

1- Tenha certeza. Descubra quem de verdade você é, a resposta para onde você deve ir está lá.

No que você trabalha hoje lhe agride de alguma forma? O mau humor ficou constante ou você está passando muito tempo triste? O que há de bom e que você não tem feito?  A existência da certeza que a fotografia faz parte de você já é o norte do caminho para ser descoberto.

2- Seja assertivo. Use a grana do atual emprego para te preparar para o próximo.

Estude, conheça fotógrafos que você admira, construa referenciais poderosos. Workshops são fantásticos para isso. Faça cursos on line, tem diversos gratuitos inclusive. Se tiver grana e tempo, uma faculdade de fotografia será uma ótima base de fácil acesso. Para alguns o compromisso do dia-dia e com hora marcada também ajuda no aprendizado.

3- Avalie o seu orçamento. Compre o corpo de câmera que DER e a lente que PUDER.

Se não der para ir de DSLR, vá de compacta. Uma Canon G12 usada custa R$600,00 e vai te ajudar a formar seu primeiro Portfólio. Antes de comprar uma DSLR pense que a câmera é descartável, a lente é para toda a vida. A velocidade frenética das novas tecnologias aposentam cada vez antes um corpo de câmera.

4- Tenha um plano financeiro. Você precisa de um Portfólio.

Use os recursos e conhecimentos que tiver para analisar quando e como será o ponto de equilíbrio financeiro para a sua fuga do atual emprego. Se não tiver trabalhando no momento, avalie o recurso que você tem guardado ou quem pode te ajudar e com quanto. Até ganhar alguma grana com a fotografia vai levar um tempo, pelo menos até você formar um Portfólio. Na internet têm kilos de material sobre finanças pessoais e planejamento financeiro.

5- O Mercado é gigante. Pode acreditar, tem lugar para você!

Tem muita coisa que ronda esse assunto, muita coisa que não é bacana. Não vou me ater sobre isso, porque o mercado fotográfico é assunto de incontáveis artigos. O fato é este: sempre vai haver pessoas que podem pagar por um skate ou por um carro esportivo para ir de um ponto ao outro. Quer alguns gostem ou não. Elas e todas as outras que estão no intervalo entre estes dois compradores são o “Mercado”. Conheço pessoalmente fotógrafos que cobram R$300,00 e outros que tem contratos de R$150.000,00 para uma cobertura de casamento completa. Quer alguns gostem ou não.

Não esqueça que vivemos em uma sociedade que a imagem tem poder.

IMG_3833
Daminhas ajudando a amiga ter coragem de entrar no tapete da igreja. Sempre existirão as pessoas que não fazem nada para te ajudar, a exemplo das que estão sentadas na parte de cima da foto.

6- Tenha parceiros. Ninguém consegue nada grande sozinho.

Angarie boas parcerias. Cole em um fotógrafo disposto a te adotar, seja amigo do comercial da gráfica de álbuns, convença o dono da Casa de Festas que você pode fazer um material legal para ele em um casamento real que aconteça lá, ou talvez o gerente de um estúdio próximo precise de um assistente em meio período. Aquele amigo que é vendedor pode te dar umas dicas valiosas e de graça. O parceiro mais importante é este: se você tiver uma companheira/companheiro, uma parceira/parceiro de vida, essa pessoa precisa ser também nas suas escolhas.

Para termos coragem é necessário ter autoconfiança. Na foto o amor, a entrega e a sinergia entre o casal foram mais fortes do que o Medo da dureza da pedra que os esperava no impacto.
Para termos coragem é necessário ter autoconfiança. Na foto o amor, a entrega e a sinergia entre o casal foram mais fortes do que o Medo da dureza da pedra que os esperava no impacto.

7- Tenha autoconfiança. Ninguém vai te dar isso, mas se procurar direitinho ela está dentro de você.

Nem um texto, música, poeta ou filósofo pode te dar algo que você já tem. Você precisa ter acesso a essa sensação, a certeza que a confiança em sí traz. A inspiração pode ser doada por alguém, mas a escolha de acreditar em você é sua. Acredite, não perca tempo com a dúvida.

 

E você, o que te falta para se tornar Fotógrafo Profissional?

Saia por aí e fotografe.
Abraços.

Vamos te mostrar os principais SEGREDOS PARA CRIAR ENSAIOS MARAVILHOSOS.
1º CONGRESSO NACIONAL FOTODG
Saber Mais ➜