fbpx

Quatro boas dicas para se destacar no mercado fotográfico

Olá amigos leitores.

Já fazia um bom tempo desde que eu escrevi o último artigo com dicas técnicas por aqui, não é? Andei sentindo falta dos leitores do DG.

Bom, a verdade é que desde que escrevi meu primeiro artigo para o Fotografia-DG, algumas coisas mudaram em minha carreira na fotografia e com isso veio junto muito conhecimento e experiência agregada. Se isso tudo aconteceu em 1 ano, fico só imaginando o que está por vir, pois ainda me considero um bebê na fotografia.

Algumas pessoas me disseram (e achei o máximo ouvir), que eu deveria fazer um curso de relevância na web, pois já tenho alguns “cases” de sucesso na internet. Isso me fez refletir bastante e pensar em quais as atitudes que tomei para que minha imagem ficasse bem vista e meu trabalho se destacasse entre essa enorme multidão de fotógrafos (e estou falando apenas dos brasileiros).

Portanto, preparei para vocês algumas dicas que deram e dão certo comigo. Não é receita de bolo, obviamente, mas podem fazer com que sua imagem melhore um pouquinho e com isso você ganhe mais clientes.

1 – Criar uma identidade

Muita gente fala sobre linguagem fotográfica e identidade na fotografia e isso está mais do que certo. Porém, além disso, acho importante você estabelecer uma identidade mesmo, tanto na sua maneira de escrever no blog (importantíssimo ter um, mesmo que seja wordpress gratuito), como na maneira de se portar com seus clientes, de atender noivas, mamães; de diagramar e entregar álbuns…  É importante ter o seu jeitinho em tudo que faz, isso conquista o cliente.

Eu acabei descobrindo isso sem querer, mas depois resolvi manter o meu estilo de comunicação. Mesmo em aulas presenciais, sou o tipo de professora que tem um estilo próprio, faço brincadeiras com os alunos, falo gírias (às vezes é malvisto por outros “professauros”, mas tudo bem) e interajo com eles de igual para igual.

Com os clientes, procuro ser eu mesma, que nesse caso significa se derreter por toda e qualquer criança que vou fotografar, rsrs. Vai além de ser fotógrafa. É ser amiga da mamãe, dizer que ela ficou linda com aquela roupa. É brincar com o filho dela e fazê-los se sentir bem durante o ensaio.

2 – Saber se relacionar, online e offline

Tem gente que é um amor de pessoa pessoalmente, mas “não tem saco” de responder e-mail. Há os que são muito amigáveis na internet, porém nem tanto cara-a-cara. Se você não for naturalmente gentil, esforce-se para parecer bem.

Não demonstre mau humor, mesmo que o seu cliente esteja pedindo a quarta alteração do álbum. Tem que respirar fundo e dizer: “ta certo, o importante é ficar do jeitinho que você gosta”. Se for uma alteração maluca, você pode sugerir outras alternativas que não fujam do seu estilo e que possam agradar ao cliente exigente.

Nos relacionamentos online, idem. Uma boa dica de como se relacionar na internet é não ficar fazendo spam do seu site ou ficar pedindo a todo o momento para que confiram suas fotos. Ninguém gosta de um chato de internet!

3 – Fazer bom uso das ferramentas

Quando eu fiz meu primeiro cartão de visitas, eu achava que todo o trabalho seria montar um cartão que fosse bonito, atraente e funcional e que depois disso bastava distribuir e ele faria todo o trabalho sozinho. Engano.

Até entregar os cartões é uma arte, que eu aprendi na marra com aqueles que me circundam e manjam tudo de marketing. Não basta entregá-los, há a maneira como você interage com o potencial cliente. Eu sempre tenho uma abordagem nada gananciosa de conversar com meus clientes. “Nossa, que demais essa sua idéia de festa, parece que vai ficar sensacional…” Em certa altura da conversa. “Legal mesmo, viu. Continuamos em contato então, deixa eu te dar meu cartão pra facilitar…” E ta entregue!

Ainda nessa linha de raciocínio, outras ferramentas são no estilo “não basta ter, tem que saber usar”, que é o caso do blog e das mídias sociais.

Eu uso o blog para ambos os meus clientes: mamães que querem fotos dos filhotes e alunos que querem aprender fotografia. Tenho que me virar nos 30 para direcionar o conteúdo para os dois públicos.

Uma dica que tenho é humanizar os posts o máximo possível. Sempre escrevo um mini texto antes de postar cada ensaio, falando sobre os clientes fotografados. É legal para o cliente ver o carinho que tenho por eles (e tenho mesmo!) e para os próximos, que adorariam ter um ensaio desses.

Para os alunos também se aplica. É fácil achar tutoriais e textos técnicos na internet, mas nem sempre eles são explicados de maneira natural, como se estivesse conversando com o leitor. Usar exemplos, metáforas, uma piadinha ou outra no texto (ou na vídeo-aula), fazem o charme todo e acaba conquistando. Atribuo esse meu jeitinho à boa parte do sucesso como profe.

4 – Tratar todo mundo muito bem!

Não tem desculpa para acordar de ovo virado, tem que tratar bem e pronto! Seja cliente, ou um contato seu no facebook.

Quem me acompanha nas redes sociais, se for um pouquinho observador, verá que eu nunca twittei, por exemplo, frases como “ai que tédio”. Ou pior ainda “cliente chato que demora pra aprovar álbum”. Nunca, jamais, transmita negatividade na internet.

É óbvio que eu não estou sempre de bom humor, ninguém está. Mas se não há nada de bom para dizer, é melhor não dizer nada.

Outra coisa que me tira do sério, são e-mails com dúvidas. Já dei umas alfinetadas de leve, pois se nunca disser nada, estarei sendo explorada. Quando o e-mail é folgado DEMAIS, eu simplesmente finjo que não existe.

Confesso que as vezes recebo e-mails que penso “aaaah, não acredito, tem isso explicado nuns mil textos no meu blog”. Respiro fundo, marco como email para responder mais tarde e saio da página. Em um dia mais bem humorada, começo o texto com “Olá fulano, perdão pela demora em respondê-lo, sobre essa sua dúvida, tenho umas recomendações de leitura para você…” e deixo os links para os indivíduos preguiçosos. Pronto.

 

Veja que essas são dicas muito simples de serem seguidas, mas que fazem toda a diferença. Ser fotógrafo significa trabalhar com imagem, mas não apenas as impressas e entregues em lindos álbuns. A sua imagem como pessoa e como profissional também são muito importantes para a saúde do seu negócio. Pensem sobre isso e comecem a trabalhá-la desde já.

Forte abraço aos amigos e leitores.

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies