fbpx

Decidi que quero ser fotógrafo. E aí?!

Oi, pessoal! Primeira vez que escrevo para o DG! Estou muito feliz, obrigada pela oportunidade. Vim escrever para todos que, assim como eu, buscam seu lugar ao sol!

Decidi que quero ser fotógrafo. E aí?! O que eu faço agora?

Antes de dar um passo adiante é importante se perguntar: Por que eu quero ser fotógrafo? O que te faz ter a certeza de querer ser fotógrafo?

Simplesmente segurar uma câmera nas mãos o torna fotógrafo, sim. Mas… Que tipo de fotógrafo você quer ser? Você pode ser um fotógrafo… Ou você pode ser “o” fotógrafo. A fotografia tem que vir de dentro. Tem que ter sentimento.

Faz me lembrar um trecho de uma música de Almir Sater:  “É preciso amor pra poder pulsar, é preciso paz pra poder sorrir… É preciso a chuva para florir…

Antes de você me perguntar qual câmera comprar, sugiro que aprenda e tire o máximo de proveito do equipamento que você tem nas mãos. Estude técnica, pesquise, compre revistas especializadas… Leia o DG desde o começo. Converse com fotógrafos da sua cidade, peça, se for conhecido, para poder acompanhar em uma sessão, fazer uma making of dele trabalhando. Se ofereça para fazer fotos dos priminhos, afilhados, sobrinhos… Tudo como um estudo para você mesmo.  Comece, realmente, do começo. Nada de ficar atropelando fases.

Quando se sentir, realmente, preparado e seguro de si…Quando, sem oferecer, começar a aparecer gente interessada no seu trabalho… Aí, é hora de um upgrade de equipamento. Óbviamente, equipamento não é tudo… Como sempre disse e vou continuar dizendo, conheço pessoas que, mesmo com uma compacta na mão, são capazes de transmitir emoções únicas, mas… Ajuda. E muito. Por isso eu acho que esse “estudo” antes de comprar uma DSRL é importantíssimo. Porque quando você pegar sua primeira nas mãos, verá um “mundo novo”. Aí é hora de estudar mais e mais…  Aprender mais e mais… Conhecer sua nova câmera, tirar o melhor proveito dela e claro, começar a trabalhar.

As mídias sociais são, hoje em dia, um dos melhores meios para quem está começando (e pra quem não está tão no começo também). Divulgue suas fotografias, seja cordial e educado. Responda e-mails, mensagens,  seja prestativo. Crie uma “assinatura”para suas fotos… Ela será uma porta de entrada para novos clientes e interessados.  Tenha um blog/site. Defina seu público alvo baseado no que você mais ama fotografar e o dinheiro acaba sendo consequência. Não fotografe só por dinheiro. Respeite para ser respeitado.  E o mais importante de tudo: humildade sempre.  Ninguém sabe tudo sobre tudo. Todo mundo erra. Não tenha vergonha de errar… São esses mesmos erros que nos impulsionam para frente. Não olhe para os erros com desdém, mas como uma forma de aprendizado. “O que eu fiz de errado e o que eu poderia ter feito de melhor?”  Não critique o erro dos outros. Aprenda com eles também.

Nos vemos por aí…  =}

Carol Avon

Carol Avon tem 28 anos e é natural do Paraná, mas reside atualmente em Santa Catarina. Publicitária por formação, mãe por opção e fotógrafa por pura paixão. Atuação fotográfica em books externos, estúdio e eventos em geral.

Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies
Este website utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao clicar em "Aceitar Cookies" ou continuar com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a
Política de Privacidade.
Aceitar Cookies