Home » Artigos » Dicas

O RG de um Fotógrafo 5/5 (2)

Todos nós, desde pequenos temos nossos “heróis”, nossos ídolos, as pessoas ou personagens nos quais somos fãs, nos maravilhamos com o que eles são e fazem e desenvolvemos até aquela vontade de ser como eles. Começamos com nossos pais, depois os super-heróis dos desenhos animados, vêm então os cantores ou bandas da moda, mais velhos admiramos as figuras públicas ou profissionais de destaque e assim seguimos ao longo de toda nossa vida.

O RG de um Fotógrafo

Agora, entrando no aspecto profissional, percebemos que é muito natural admirarmos outras pessoas, apreciarmos o trabalho ou a arte que alguém desenvolve. Contudo, não podemos deixar que isso influencie em nosso próprio trabalho, e no caso da fotografia não é diferente! Vemos inúmeros fotógrafos conceituados com fotos incríveis, bem produzidas, com a luz expressa de forma única, o cenário lindo, e tal, mas temos que entender que cada um tem o seu olhar, cada profissional vai enxergar aquela realidade de uma forma diferente.

Muitas vezes nos tornamos tão fã de determinado fotógrafo que começamos a pensar nas fotos dele antes de produzirmos as nossas, ou vemos que uma foto ficou tão linda que repetimos a mesma pose, ou tentamos utilizar a mesma técnica. Isso não é ruim, desde que tenha limites! Como eu disse, não é possível repetir uma foto, pois não temos a mesma realidade, nem o mesmo olhar sobre o ângulo.

Fotografia Thais Simplicio

Devemos descobrir qual o nosso “RG” como fotógrafos. É preciso tempo para isso, muitos clicks, várias tentativas, algumas viagens, parar alguns minutos no meio da cidade movimentada e apenas observar ao seu redor, assistir ao nascer do sol, reparar no sorriso daquele senhorzinho que sempre te dá bom dia.

A bagagem por trás de uma foto faz toda a diferença! Não é só a câmera, a luz, o ângulo, os modelos, a ideia… mas a história que a sua foto vai contar com tudo o que você viveu.

É bacana analisar outras fotos, tentar fazer aquela edição bacana, ou repetir uma pose diferente, mas não podemos cair no erro de ser a cópia de alguém. É necessário estimular nossa mente para sempre criar! Cada ensaio ou evento contar uma nova história de nós mesmos, tente olhar pra mesma situação de maneiras diferentes, fora do padrão, e assim verá que se surpreenderá! ;-)

Foto de Thais Simplício

E quando falo sobre a identidade, não me refiro apenas ao modo de fotografar, ao seu olhar, mas também a edição das fotos. É necessário desenvolver uma edição padrão, que tenha a sua cara e que fique marcado como sua marca registrada, dessa maneira as pessoas irão saber que uma foto foi clicada por você simplesmente olhando pra ela.

O lado positivo deve ser que tudo isso nos incentive a estudar mais, dedicar mais tempo na produção de uma foto, esperar o momento certo do sol, ou regular a câmera com maior precisão. Coloque todo seu sentimento, cuidado e olhar tão único, e assim as fotos transmitirão tudo isso à quem ver!

Para quem curtiu o artigo e queira compartilhar sua experiência comigo, vou adorar saber. Qual seu RG na fotografia? Me conte sua história aqui nos comentários!

Abraços a todos.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • glauber_leite

    Top…identidade…estou buscando isso.

    estou fazendo meu primeiro projeto fotografico, estou estudando fotografia e antes mesmo de aprender, me arrisquei.
    Larguei tudo para fazer uma pequena viagem de moto, sai de SP e fui pra ushuaia – argentina e agora estou subindo para o alaska. 17 paises e todo nosso continente parar aprender fotografia.
    tenho uma pagina no face.. .www.facebook.com/jornada9dejulho

    agora achei esse site e o primeiro post que li foi esse seuThais…

    nao tenho dinheiro para toda viagem imprimi fotos no tamanho 10×15 e estou vendendo por onde eu paso.
    e esta funcionando, estou pelo menos conseguindo comer e colocar gasolina na moto.
    E o melhor fazendo as pessoas comun comprarem fotografias

  • Olá, Realmente um bom artigo, escrito de forma objetiva e coerente ao tema que tanto gostamos de pesquisar e ler. Estou iniciando na fotografia e confesso que apesar de estar buscando o melhor possível, há muitas e boas informações. Já no tocante ao tema, realmente a "identidade" é fundamental para cada fotógrafo (no meu caso ainda neófito). Parabéns pelo texto e a iniciativa de nos auxiliar com sua experiência e percepção profissional.

  • Muito bacana o artigo. Gosto muito de fotografar arquitetura dos prédios por onde passo e as paisagens. Tenho um projeto com o nome de Brasil de A a Z,onde pretendo visitar todas as cidades do país, e registrar sua história,seus eventos,seus atrativos e sua gente. Pretendo futuramente esta publicando em livros,para servir tanto de informação para turistas como para moradores conhecerem um pouco mais da sua cidade.

  • Lisi João Fotografia

    Muito legal, parabéns pelo artigo, é importante cada fotógrafo ter sua própria identidade :D Não morrer uma cópia ;)

  • johnsonbarros

    Olá Thaís, adorei sua matéria e me vi em seu lugar quando oriento os novos fotógrafos que chegam para trabalhar comigo na Aeronáutica. Como mais experiente, sempre os instruo a buscar suas referências, mas que em um momento de sua vida, assim que chega a maturidade, será a hora de trilhar sua própria linguagem.
    Quanto a minha vida, desde pequeno, minha mãe falava que sabia quando eu havia feito uma foto pois sempre predominava o céu. Fui crescendo e me apaixonando pelas fotografias de aviões. Nesse ponto, elegi meus "heróis" e há dez anos, acabei ganhando um concurso fotográfico na área e o meu ídolo, que eu não conhecia até então, me confessou há dois anos que votou em mim. Que honra!
    Hoje, já tenho o meu RG, mas a cada ano que passa, vejo que o processo continua, novos heróis, novos pontos de vista e por fim, novos campos no velho RG que se reinventa.

    • Thais Simplício

      Olá Johnson, nossa, você não sabe como sorri ao ler suas palavras! Fico muito grata, quero poder contribuir cada vez mais com meu conhecimento e ideias. Espero sempre ver seus comentários por aqui! :D
      Conheça mais do meu trabalho: facebook.com/ThaisSimplicioPhotography

  • Lorena Oliveira

    Ééh… Oi!
    Bem, antes de mais nada, queria apenas dizer que eu acabei de ler este post e fui correndo criar uma conta para vir comentar.
    Sou uma estudante do ensino médio, sempre fui ligada a fotografia, lembro-me que quando eu era pequenininha minha primeira câmera fora uma analógica da Xuxa haha
    Porém, de alguns anos para cá, a fotografia está ganhando um espaço enorme no meu coração. Mas eu sou completamente amadora, tenho uma Canon – apelidada carinhosamente de Binnie – e não saio sem ela, afinal se estou sem eu sempre olho para algo e penso "Droga, eu poderia estar com ela agora para fotografar isto!".
    Não tenho como pagar um curso, afinal não trabalho e meus pais não concordam muito em que eu foque em fotografia. Eu não tenho um estilo, um "RG", eu apenas fotografo tudo do melhor angulo para mim e fim, não tenho noções de luz, desfoque, cores, nada. Mas há algumas semanas eu conheci este site, e nossa, eu preciso dizer que minhas fotos estão um pouco mais descentes agora? ahhaha
    Eu queria então agradecer e elogiar o trabalho de vocês; obrigada. As suas palavras me fizeram entender o quão importante é ter sua marca registrada e não copiar os outros, que confesso, eu faço isso bastante.
    O maior terror da minha vida é que: eu tenho certeza que os programas de edição vão dar tiros de canhão em mim, computador + eu é uma combinação desastrosa, eu uso no máximo o photo scape e já apanho bastante deste auheahe
    Enfim, muito obrigada pelo maravilhoso trabalho, e estarei acompanhando vocês fervorosamente <3

    • Thais Simplício

      Olá Lorena, nossa, fiquei emocionada ao ler sua mensagem!
      Gostaria muito de poder te ajudar a evoluir e obter conhecimento a cada dia.
      Pode compartilhar suas fotos comigo caso queira, e me adicione na rede social e assim conversamos melhor.
      Eu dou aulas particulares de fotografia, qualquer coisa posso te ajudar! ;)
      Mas o que eu tenho pra te dizer, é, não desista!
      Meu facebook:Thais Simplício Fotógrafa
      Minha página: Thais Simplício Photography
      Meu email: [email protected]

  • Perfeita Thais, eu pude presenciar seu trabalho e realmente é diferenciado, PARABENS! Isso é só o começo.

    • Thais Simplício

      Muito obrigado Willis! :)

  • Ana Maria Florindo

    Thaís vc é D++++++++++++++++++++++++++++++++++++ <3 <3

    • Thais Simplício

      Ana, você que é lindaaaa! Obrigada! ;)

  • Marcos Antonio

    Lindo texto. Algo relativamente inspirador para todos os amantes de fotografia.

    • Thais Simplício

      Olá Marcos, muito obrigado por suas palavras! Espero ter contribuido e quero ver seus comentários sempre por aqui! ;)

      Conheça mais do meu trabalho: facebook.com/ThaisSimplicioPhotography

  • CALINO

    Apesar dos já 73 anos de idade, fotografando há mais de 50, continuo na ativa, acompanhando e lendo tudo a que tenho acesso para me auxiliar a aprimorar a profissão que tanto amo, poucas vezes tive a oportunidade de ler um artigo de tamanha lucidez. Obrigado pelos ensinamentos.
    Antônio J.M.Calino.

    • Thais Simplício

      Olá Antonio, nossa, como fiquei feliz em ler suas palavras!
      Sei que ainda tenho muito a aprender e aprimorar minha identidade na fotografia, mas sigo exatamente como você, sempre estudando e buscando conhecimento! Espero ter contribuido e agradeço seu comentário, espero vê-lo sempre em meus artigos! ;)

      Conheça mais do meu trabalho: facebook.com/ThaisSimplicioPhotography

  • Nilson monteiro

    Sou um amador da fotografia, pois amo fotografar, a muitos anos venho registrando vários momento da vida, desde a pessoal até aquilo que me rodeia, vejo no momento do clique o registro visual histórico, penso que editar a foto seria recursos importantes para responder aos meus olhos o que vejo. Gostei do artigo pois tenho a mesma orientação.

    • Thais Simplício

      Olá Nilson! Que bacana, fico feliz em ter contribuido! Espero ter sempre seus comentários em meus artigos! ;)

      Conheça mais do meu trabalho: facebook.com/ThaisSimplicioPhotography

  • Maryana Campello

    Adorei o artigo. Por mais que eu saiba do que gosto de fotografar, ainda estou tentando descobrir o meu RG.

    • Thais Simplício

      Olá Maryana! Tudo bem? Isso não é uma tarefa fácil mesmo, confesso que a cada dia eu aprimoro minha identidade. Mas isso reflete na sua forma de ver o mundo, faça coisas diferentes sabe, viaje, vá a exposições, deixe-se inspirar pelos mais diferentes tipos de artes! ;)
      Se eu puder ajudar, estou á disposição!

      Conheça mais do meu trabalho: facebook.com/ThaisSimplicioPhotography

  • Raphael Sombrio

    Concordo que tenhamos que ter uma identidade própria, afinal como foi dito, cada um tem o seu olhar. Porém não se deixar influenciar sobre a forma de trabalhos de quem admiramos é algo meio complexo, visto que isso está diretamente relacionado a melhorar a qualidade ( ou não ) do que estamos fazemos. Realmente pensar à respeito do prq aquele trabalho, ou prq aquele "ídolo" nosso é tão bom, é a resposta. Entendendo o raciocínio ou a "pegada", poderemos traduzir esse entendimento à nosso favor, e assim desenvolver um modo próprio e pessoal de fazer a coisa.

    Embora na atualidade, com tanta informação e conhecimento sendo disseminados nas mídias, principalmente a internet, fica difícil se destacar por algo exclusivo. Praticamente tudo está ao alcance de todos, basta saber fazer a pergunta certa.

    • Thais Simplício

      Olá Raphael! Muito interessante seu ponto de vista! Contudo, em relação a se destacar por algo exclusivo, concordo que não é uma tarefa fácil, mas quando colocamos sentimento e fazemos nosso trabalho buscando melhorar a cada dia e contagiar as pessoas ao nosso redor com nosso modo de ver e registrar o mundo podemos ir disseminando essa percepção e conquistando-as com nossa arte! Não devemos desistir! ;)

      Conheça mais do meu trabalho: facebook.com/ThaisSimplicioPhotography

  • Sonia

    Olá, Thais! Parabéns pela ótima abordagem!…
    Vc tocou num ponto sensível: a identidade de cada fotógrafo. Acho que essa identidade é fruto de um auto-conhecimento, do nosso amadurecimento tanto pessoal quanto profissional, e do exercitar da nossa percepção das coisas, do mundo e das pessoas, como um todo.
    Essa é uma questão sobre a qual venho pensando há tempos pois percebi a falta de algo em meus trabalhos e identifiquei essa "lacuna" como ausência de uma marca particular e pessoal, ou seja, ausência de identidade. Desde então, tenho buscado conhecer, trabalhar a minha própria e deixa-la impregnada nos meus trabalhos. Depois de muitos clicks percebi que a ausência de identidade torna um trabalho muito "volátil". Observei também que essa "marca pessoal" está bem definida e clara nos trabalhos dos grandes e consagrados como Ansel Adams, David Hamilton, Sebastião Salgado, Cartier Bresson, etc. etc. Essa identidade está de tal forma impregnada em seus trabalhos, que só de vc olhar uma imagem, vc já identifica seu criador.
    Tentando encontrar o "fio da meada", cheguei à conclusão de que o começo de tudo é a total lealdade ao nosso sentimento, à nossa própria visão e olhar, segurança em relação à nossa capacidade de expressar aquilo que queremos transmitir, o exercitar e o aperfeiçoar constante dessa visão e percepção, de modo que consigamos ser o mais fiel possível a elas ao dar-lhes, finalmente, um "corpo" no click. O click nada mais é que uma condensação e materialização de um modo muito pessoal e particular de como cada um de nós vê, enxerga, pensa e sente o mundo e tudo o mais à sua volta.
    E como cada um de nós difere do outro em algum ponto, imagina o mar de possibilidades!…

    • Thais Simplício

      Olá Sonia, uau, fiquei impressionada com suas palavras!
      Agradeço e espero ter contribuído também! Concordo com você, devemos antes de tudo nos conhecer para expressar isso através da fotografia! Para isso devemos observar com maior destreza o mundo ao nosso redor, afinal a foto deve contar uma história! ;)
      Espero sempre ter seus comentários nos artigos! Até mais.
      Conheça mais do meu trabalho pela rede social: Facebook.com/ThaisSimplicioPhotography

  • Rogério Guerreiro

    Muito bom o artigo. Realmente já passei por estas dúvidas. Gostaria de enviar algumas fotos que demonstram o que eu considero como identidade nas fotos que faço.

    • Thais Simplício

      Olá Rogério, tudo jóia? Que bom que gostou do artigo, fico muito feliz em poder contribuir! Me envie algumas de suas fotos, ficarei feliz em poder entender sua identidade! :)
      Meu email: [email protected]
      Facebook: Thais Simplício Photography

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar