fbpx

Extraindo o melhor de sua sessão Fotográfica Sensual

Olá querida(o) amiga(o) fotodigiana(o), mais uma vez estou  aqui com muita alegria compartilhando mais um pouco do que aprendi nestes meus quase 6 anos de experiência fotográfica, que na verdade considero mesmo minha carreira de uns 3 anos para cá, pois os primeiros serviram mais para provar os vários segmentos na fotografia, errar bastante, corrigir estes erros  e entender o que realmente queria para minha carreira, no meu caso optei por trabalhar  e aprofundar meu conhecimento  no segmento de editorial, still, fintness e sensual.

No meu artigo anterior “Como entrar para fotografia sensual” dei algumas dicas de como iniciar nesta categoria que é a fotografia sensual, hoje estaremos dando continuidade a este assunto.

Bom, até aqui, chamamos algumas amigas, ou mesmo parentes, editamos o material e  foi montado um portfólio, postamos algumas fotos nas redes sociais e começaram aparecer pessoas interessadas, querendo saber sobre valores, como funciona, onde você atende, entre outras coisas. E agora como devemos proceder?

Anteriormente a pessoa entrava em contato comigo, eu mostrava alguns dos meus trabalhos, passava meus orçamentos e a cliente fechando eu marcava uma dada para as fotos. Chegava no dia conversava rapidamente com a mesma e começávamos a fotografar.

Fotografia Sensual
Sessão Sensual – Estudando o briefing da cliente, montamos uma sessão que valoriza-se seu rosto, pernas e bumbum, partes de seu corpo que a mesma discriminou mais gostar.

 

Dica 1: Esta não é a forma correta para se proceder, se realmente quer um bom resultado final em seu trabalho.

Depois de muito estudo e também realizar Workshops com grandes fotógrafos passei a entender melhor porque minhas fotos não saiam tão boas como as que eu via de outros parceiros da fotografia, faltava o indispensável Briefing, faltava conhecer mais minha cliente, saber o que ela mais gostava em seu corpo, o que não gostava, entender melhor seu estilo, personalidade,  gostos, tipos de musicas que mais gostava, filmes, livros e por ai vai.

1º Passo – Briefing

“Briefing é um conjunto de informações, uma coleta de dados para o desenvolvimento de um trabalho. Palavra inglesa que significa resumo em português. É um documento contendo a descrição da situação de uma marca ou empresa, seus problemas, oportunidades, objetivos e recursos para atingi-los.” Fonte: Site Significados

No Curso de Design Digital na faculdade aprendi sobre o briefing só que até então não tinha me atentado a usar este recurso com minhas clientes e esse primeiro passo já passou a render trabalho muito melhores.

Desde então eu montei um questionário com várias questões pessoais para poder entender melhor quem eu estaria fotografando. Este questionário se possível tendo fazer   com que a clientes responda pessoalmente em nossa primeira reunião, para acerto de contrato e ai já aproveito que a mesma esta ali e já lhe apresento para ser preenchido, desta forma qualquer duvida que ela possa vir a ter eu consigo lhe ajudar. Quando isso não é possível então eu encaminho o questionário por e-mail juntamente com algumas dicas e fico aguardando o retorno para seguir com o segundo passo.

2º Passo – Elaborar a Sessão

Com o Briefing da cliente em mãos, estudo ele, marco as informações importantes, principalmente as informações sobre o que a cliente não gosta, para que nesta sessão evite o máximo possível em criar poses que ira evidenciar o que a ela não gosta.

Em nosso  estúdio oferecemos o serviço de produção completa para a cliente, desde roupas, acessórios, moda intima, calçados, Make-up e Hair, tudo isso devido a parcerias que desenvolvi com outros clientes de minha carteira de clientes de fotografia Still.

Com o projeto todo montado, passamos as informações para os parceiros, vemos o que eles tem de melhor dentro da linha que optamos, e um dia antes retiramos o material em cada um.

Obs. Trabalhar neste sistema de parceria é ótimo porque não precisamos ter muitas coisas como opção em nosso estúdio, temos sim, algumas peças, acessórios, calçados, mais com os parceiros não repetimos os itens nas sessões. Por outro lado é exigido um cuidado extremo com todo material consignado, no caso das roupas, moda intima e calçados, para não manchar, sujar, riscar, pois são todos novos e voltarão para a loja e qualquer problema temos que arcar com os custos.  Desta forma contamos com uma pessoa que cuida de tudo isso e auxilia a cliente a realizar as trocas evitando qualquer problema.

Moda Intima – Outra questão importante, sempre oferecer para a cliente uma proteção para não ter contato das partes intimas com as peças, aqui mandamos confeccionar alguns tapa-sexys, que são calcinhas minúsculas em várias tonalidades de pele,  praticamente não aparecem, este é um material deixarmos a cliente levar embora.

Mais Paulo eu estou começando, ainda não tenho parceiros, como fico nessa?

Este também não é um problema, nem sempre contei com parceiros, desta forma mesmo que a cliente cuide de toda a parte de produção, em cima do briefing que ela lhe respondeu, você pode dar dicas para ela como, Tipo de roupa, lingerie, cores, calçados, acessórios e assim por diante, a própria cliente ira providenciar as coisas mais com base na sessão que foi planejada por você, nunca deixe somente por conta da cliente a escolha da produção, pois em uma única sessão a mesma pode trazer uma mistura de itens que não vão ter uma sincronia na história montada para as foros, porque em uma sessão é preciso ter inicio, meio e fim de uma forma que casem uma parte com a outra.