Home » Artigos » Dicas

A agilidade na Fotografia Esportiva no Fotojornalismo 5/5 (1)

Acredito que os leitores do site não necessitam da agilidade de edição e entrega/publicação do trabalho que exige no fotojornalismo. Mas vou contar um pouco sobre o empenho que um fotógrafo necessita para a cobertura de certos eventos.

Antes de começar a ler a máteria aconselho a darem uma leitura em meus artigos anteriores, são eles: O Fotógrafo de Esportes e seus equipamentos e O exato momento (e o “Shutter lag”).

Vocês já notaram que em grandes coberturas (como Copa do Mundo e Olimpíadas), os jogos nem acabaram e os sites já expõem em duas páginas de entrada a foto da partida?

Este tipo de trabalho não serve apenas para os sites, mas para os jornais impressos (que tem o seu horário de fechamento) e agências fotográficas e de notícias (que precisam disponibilizar o material para venda, dos quais sites e jornais impressos são os grandes compradores).

Estas fotos na maioria das vezes são editadas e transmitidas pelo mesmo profissional que as fotografa. Alguns eventos há um editor que se responsabiliza apenas por fazer o upload destas imagens. Fazer chegar o material ao editor pode ser pessoalmente, ou através dos transmissores de arquivo wireless, remotamente.

Quando você está sozinho você precisa ao mesmo tempo saber o que está acontecendo na partida ao mesmo tempo que você edita e transmite os arquivos.

Vou usar o exemplo de um jogo de futebol que são dois tempos de 45 minutos com um intervalo de 15. Antes da partida o profissional faz a ambientação, fotografa torcedores, bandeiras, caras pintadas, etc.. e as transmite antes do começo da partida.

Fotografia de Cristiano Andujar por PauloLichtemberg

Durante o jogo começa o acumulo de funções. No primeiro tempo o cliente/contratante ou até mesmo o profissional define um tempo (10, 15min) para o envio das primeiras fotos.

  • Antigamente existiam os motoristas que levavam os filmes para as redações, e no caso das viagens os fotógrafos usavam os mini-laboratórios e transmitiam as fotos pelo sistema “telefoto”. Um pouco mais moderno vieram os computadores e os scanners de negativos.

Passado o tempo determinado, ou o fotógrafo vai a uma sala em que está o seu computador (mas desta maneira se acontecer um lance capital, como um gol, estará longe), ou, o que é mais frequente, ele abre o notebook e dai baixa, edita e envia o material para a editoria, sempre estando atento ao que acontece no campo e pronto para disparar a sua câmera.

Aos 30/35 minutos, ou até mesmo ao final do primeiro tempo (usando o intervalo) se manda mais algumas imagens.

Ao sair um gol fazendo bela foto de comemoração, ou algum lance que rendeu uma boa foto o fotógrafo para tudo e da prioridade para a transmissão. Já aconteceu comigo de estar editando a comemoração de um gol e neste momento (uns 5 minutos depois do gol) o time fazer o segundo, tem que se estar preparado para deixar o computador de lado para captar a comemoração do segundo gol.

O bom fotógrafo tem que estar atento a tudo que se passa dentro e fora das quatro linhas. Um segundo exemplo pessoal, foi no final de uma partida (acho que passava dos 40 minutos do segundo tempo), quando um torcedor invadiu o campo tentando agredir o árbitro, e sendo retirado pela polícia.

Como eu já havia comentado em outra coluna nem sempre é necessário a bola estar no quadro, no caso da invasão de campo, poderia ter perdido o lance se estivesse prestando atenção apenas no lance aonde estava a bola.

Torcedor do Flamengo invade gramado
Brasil – Florianópolis- SC – 10/10/2010
Avaí­ x Flamengo – Estádio Ressacada
Campeonato Brasileiro da Série A
Foto: Cristiano Andujar 

Alguns dos equipamentos do Fotógrafo/Fotojornalista de futebol

  • Corpo DSLR
  • tele-objetiva 400mm f/2.8, 300mm f/2.8 ou 200mm f/2.8 (para fotos longe – corpo principal)
  • grande angular entre 15 e 24mm (fotos de perto, times perfilados – segundo corpo)
  • Monopé (para sustentar uma 300 e 400 só assim, algumas lentes 200mm já vem com anel e sapata para tal)
  • Computador com acesso a internet (alguns estádios possuem rede wireless e sala para o computador)
  • Cabo USB ou Leitor de Cartão (pelo menos dois cartões, enquanto um é feito o download o outro está na câmera, pronta para ser usada)
  • Banco, banquinho (encontrado em lojas de pesca) ou uma escadinha (geralmente em finais, quando há muitos fotógrafos alguns a usam para ficar atrás dos outros, assim fotografando o time perfilado no meio) – Alguns estádios para se fotografar na linha lateral só é permitido sentado. Com o uso de um segundo bancos, um serve para o computador.
  • Disparador remoto (Ex: Pocket Wizard): usado para disparar um segundo ou terceiro corpo remotamente. No Futebol geralmente se usa atrás da rede do gol.

Agora que leu, avalie o artigo e deixe um comentário mais abaixo:

 

Gosta de algum dos artigos abaixo?

  • Edvaldo Ramos Delgado

    boa tarde, só por curiosidade quanto ganha um fotografo de futebol?

    • é muito subjetivo.
      1. existem os fotógrafos dos clubes, que ganham um salário para cobrir o dia-a-dia do clube.
      2. existem os fotógrafos de jornais, que em dia de jogos fazem a cobertura. recebem pelos seus jornais
      3. fotógrafos de agências (mesma situação dos jornais)
      e
      4. freelancers
      4.1 recebem um valor fixo (valor de uma saída) por pauta/jogo
      4.1 os que são comissionados: mandando seu material em consignação para as agências, dai recebem um percentual (geralmente 50%) do valor da venda da foto. – é o mais arriscado, é tipo aposta mesmo. jogo ruim se a agência não vender foto nenhuma você pode não receber nada. mas se for um jogo bom, pode vender bastante

  • Gosto muito de fotografias comecei a tirar fotos aqui em minha cidade de Maceió/AL em rachas (bola), como é chamado aqui em nossa região, clube da aabb litoral norte de alagoas. Tomei gosto e até fiz a cobertura de um campeonato interno do clube sem nenhum custo para o mesmo, quero me aprofundar em fotos e preciso de ajuda com profissionais de sua qualidade, minha maquina é uma D3000 me oriente. Excelente trabalho feito por sua pessoa parabéns e que Deus cada dia lhe der sabedoria e conhecimentos

    Abraços meu amigo Cristiano

    Salustiano de Maceió/AL

    • obrigado pela mensagem Salustiano.

      Quais seriam suas dúvidas específicas?
      Você já leu todos os artigos de fotografia esportiva do Fotografia DG?
      Já várias dicas muito importantes.
      Sobre a sua câmera em particular, é importante destrinchar bem o manual e será apenas uma questão de você se acostumar com os comandos.

      Grande abraço

  • José Maria de Arruda

    Olá pessoal. Por favor, alguém sabe como identificar (em segundos) 4 ou 5 jogadores fotografados num lance (para identificar a foto). Não se esqueçam, também em alguns segundos, novos disparos deverão acontecer e os personagens terão também que serem identificados. Não me refiro a times grandes jogando, estou falando de pequenos clubes com jogadores que ninguém ainda ouviu falar, com jogos da Copa de Juniores, por exemplo

    • Boa tarde José, não entendi muito bem a sua pergunta, mas vou tentar te responder.
      Caso estejas querendo saber como é que se sabe o nome de cada jogador, você tem que prestar atenção na numeração da camisa deles. Antes da partida tem que pegar a escalação com algum membro da delegação dos times ou até mesmo com a arbitragem. Uma dica é identificar as chuteiras de cada um, pode auxiliar quando não tiver a numeração no calção ou na frente da camisa.
      Mas se referindo a como escrever esta informação na foto, existe o "File Info" (que você pode editar no próprio Photoshop) onde colocamos informações como autor da foto, campeonato, fase do campeonato, times em disputa, local (cidade, estádio), data.
      Fique a vontade para perguntar caso ainda tenha dúvidas.
      Abraços

  • Teofilo Pereira

    Cristiano, boa noite preciso manter contato com vc
    [email protected]
    Fone 011-99607-1616

  • Ramiro Garcia

    Cristiano, não sei se já viu, mas é meu trabalho de TCC sobre o assunto.
    Sou suspeito a falar, mas acho que cai bem no contexto.

    Abs!

    link: http://www.youtube.com/watch?v=5Xrr6ASM8lY

    • Cristiano Andujar

      Excelente o trabalho!!! Mais do que recomendado!!! Grandes feras!!

      Grande abraço
      Cristiano Andujar
      face cristianoandujar
      tw csandujar

  • MarceloM

    Parabéns pelo artigo Cristiano. Esta é uma área em que eu pretendo atuar, por isso quanto mais informação melhor!

  • Cristiano Andujar

    Obrigado pelas palavras Patrick.
    Também achei estranho essa informação Alexandre. Li sobre essa interferência das canais para disparadores remotos e o uso de cabos disparadores, hoje existem transmissores com 32 canas, na teoria 32 câmeras podem ser disparadas sem causar interferência nas outras.
    Obrigado
    Cristiano Andujar

  • Gilvan Rocha

    Gostaria de umas dicas sobre lentes. Tenho uma câmera Canon T2i, nela veio a lente padrão 18-55. Gostaria de saber qual seria a lente ideal para fotografar frutas e pratos de comida para aplicação em embalagens. Muito obrigado!

  • Alexandre Maia

    Vale lembrar que na última Copa de futebol os fotógrafos deram prioridade a cabos disparadores, em detrimento do disparo wireless, por temor das falhas que, penso ter lido, ocorreram na Copa anterior, quando ocorreu interferência entre os comandos dos controles.

  • Caraca esse post veio na hora certa, sou fotografo de esportes em geral principalmente surf, e agora estou querendo fotografar futebol…

    Esse post me explicou praticamente tudo, agora é só começar a fotografar para saber como funciona…

    Vlw e bons click’s

Abrir Chat
1
Close chat
Olá! Obrigado por nos visitar. Por favor, pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso suporte :)

Iniciar